domingo, 19 de outubro de 2008

Previsão: Kepler tem data para decolar


VIA LÁCTEA -- Finalmente o "longo prazo" tem data marcada para terminar. Foi divulgado recentemente pela NASA que a Kepler irá decolar exatamente numa quarta-feira, dia 04 de março de 2009 às 10:46 EST (12:46, horário de Brasília). A alta deve durar de 3 a 5 anos e tem precisão fotométrica de 20 partes por milhão. Qualquer analista sabe o que esses números significam, o que só aumenta a euforia.

Essa é a principal notícia desde a divulgação de que a empresa porto-alegrense estaria fornecendo silos nucleares para a Coréia do Norte e demonstra os sólidos fundamentos da compania, assim como excelência no armazenamento de grãos, aqui ou em qualquer outro sistema solar.

Assim, recomendamos a compra de KEPL3 a mercado e aumentamos a classificação da empresa para "VIXE", mantendo estas posições até que o valor chegue às estrelas, com lucros astronômicos.

Kepler GO!

sábado, 18 de outubro de 2008

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Se o barco está afundando...











...pegue um atalho.

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Finança Esperança



Deu no "Outro lado da moeda":



Também estamos aceitando doações. Caso tenha bondade no seu coração e queira ajudar quem tem PETR4 desde os R$50,00, clique nos comentários e deixe sua mensagem de suporte.

Temos certeza que esse dinheirinho não vai fazer falta e deus vai te dar em dobro.

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Bolsas mundiais salvas pelos ETs

Os marcianos estão chegando!
ÓRION -- Para alguns, foi o pára-quedas europeu mas, para quem realmente sabe das coisas, já estava escrito: foram os ETs que salvaram as Bolsas do mundo.

Está previsto para amanhã, 14 de outubro de 2008, uma visita extra-terrestre, que para alguns será vista na Cidade do Cabo, África do Sul. Mas os efeitos desta visita já puderam ser materializados no pregão de hoje: +14,66% no IBOV.

Os aliens chegaram comprando!

Expect the unexpected!

domingo, 12 de outubro de 2008

Crise chega na zona

Um euro, por enquanto

BAHAMAS -- Depois da derrota do candidato Oscar Maroni nas últimas eleições para vereador em São Paulo, a crise definitivamente chega na zona, do Euro. Bancos centrais do mundo todo revoltam-se com a crise e resolvem fazer uma operação conjunta, injetando recursos ilimitados na poupança dos bancos, para depois fazer o balanço e ficar com o líquido.

O marido da Bruni, que aparentemente fez hedge antes da crise, diz que os bancos necessitam "reforçar seus fundos", numa aparente referência à buchada de bode que foi servida no final de semana, enquanto funcionários anônimos do segundo escalão pensavam nos detalhes. "Acho que foi a azeitona da empada que não caiu bem", disse o presidente de um banco, que pediu penico.

Pra engrossar o caldo, o diretor do FMI, Walter Skinner, após sessão de terapia de vidas passadas, quando descobriu que é filho de extra-terrestres, usou seu dedo luminoso, discou pra casa e conversou com seu pai, Jor-El. Após extensa conferência, da qual também participaram Fox Mulder e o Canceroso, divulgou que "esperança é a última que morre" e que "a confiança voltará ao mercado".

Se é verdade, não sei. A verdade está lá fora.

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Faro para desgraça

Faro apurado para desgraça

SUN PAULO, terra do Sol -- Com a falência múltipla dos índices futuros nesta sexta-feira "negra", a dúvida não era se haveria (ou não) circuit breaker, mas a que horas seria. Lá pelas 09h15, recebi uma ligação de um Rei anônimo, apostando na interrupção dos negócios às 10h33. Refleti um pouco e achei exagero: não deveria ser depois das 10h20, mas não considerei um fator de extrema importância: a Ana Maria Braga.

Como é público e notório, as bolsas brasileiras e americanas só abrem depois das piadas do Louro José e da indicação de receitas da Ana Maria. Entretanto, nesta sexta-feira, a programação da rede Redonda acabou ficando atrasada, o que deu um fôlego extra de mais alguns minutos para o mercado.

Sorte para "Meu Rei", que acertou sua previsão com uma margem de erro de UM MINUTO. Mesmo após insistentes pedidos para que o mesmo indicasse seis números, ao acaso, para participarmos do sorteio da Mega-Sena, já que ganhar dinheiro fácil está difícil, não foi possível extrair estas informações do nosso monarca, ficando o prêmio acumulado em cerca de K$ 100.000.000 (CEM MILHÕES DE LOTES DE AÇÕES ORDINÁRIAS DA KEPLER WEBER), pelo valor de fechamento.

Uma vez que não houve after-market hoje, por conta da romaria de investidores indo até Aparecida, de joelhos, pedir uma forcinha para Nsa. Senhora, o sofrimento do final de semana foi abreviado.

O complicado é explicar para os filhos que o presente do dia das Crianças não virá porque multinacionais japonesas instalam empresas em Hong-Kong e produzem com matéria-prima brasileira para competir no mercado americano, enquanto relógios suiços falsificados no Paraguai são vendidos por camelôs no bairro mexicano de Los Angeles. E, ainda, filmes italianos dublados em inglês com legendas em espanhol nos cinemas da Turquia e pilhas americanas alimentam eletrodomésticos ingleses na Nova Guiné. Mas pior é o que o consulado americano do Egito fez às crianças iraquianas.

É, filhão, globalização é um troço esquisito.

terça-feira, 7 de outubro de 2008

Recomendação de investimentos

fail owned pwnd pictures A ausência de circiut breaker hoje decepcionou o mercado. Habituados à quedas superiores a 8%, o índice hoje caiu apenas 4,666%. Frustrante. Para animar os sanguinários, foi divulgado hoje que o valor de mercado das 396 empresas com ações negociadas na Bolsa caiu R$ 21 bilhões, em relação a agosto, quando já dava desgosto (uia, rimou!).

Visando contribuir com os caridosos que desejam distribuir sua renda com outros investidores, segue recomendação de investimento para carteiras atreladas ao IVAL, ou Índice Valair. Caso você tenha estado em uma caverna nos últimos meses, segue o vídeo.

  • TELB4 - Telebrás - Telecomunicacoes Brasileiras S.A.
  • KEPL3 - Kepler Weber
  • BNCA3 - Banco Nossa Caixa S.A.
  • FGUI4 - Cia Têxtil Ferreira Guimarães
  • SJOS4 - Fiacao e Tecelagem Sao Jose S.A.
  • TENE5 - TECBLU Tecelagem Blumenau S.A.
  • CESP6 - CESP - Cia Energética de São Paulo
  • TAMM4 - TAM - Cia de Investimentos em Transportes
  • GOLL4 - GOL - GOL Linha Aéreas Inteligentes S.A.
  • CSAN3 - COSAN S.A. Indústria E Comércio
  • BCAL6 - Bicicletas Caloi
  • FCAP4 - SAM Indústrias S.A.

Recomendamos a alocação de 10% do seu patrimônio total em cada um dos ativos; os 20% que vão faltar, podem ser obtidos por meio de empréstimo bancário com o cheque especial de sua preferência.

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

"Centro de Traumatologia Financeira" é inaugurado

Dois circuit breakers em um dia? Conte conosco!
Estou começando a ficar preocupado com o mercado. E isso é sinal de oportunidades.

Estamos inaugurando na data de hoje, o "Centro de Traumatologia Financeira" (CTF), depois do fracasso do "Centro de Recuperação para Traumas Oriundos de Operações Financeiras Mal Sucedidas - CRTOOFMS", que não possuiu nenhuma inscrição pela dificuldade dos clientes em lembrar da sigla da instituição.

Esta nova empresa visa ajudar os investidores, outrora bem-sucedidos no mercado de renda (variável), com palestras, cursos e seminários de apoio, orientação e recomendação de investimentos, neste período onde um dia sem "circuit breaker" é motivo de comemoração.

Oferecemos os serviços de psicologia, pais-de-santo, videntes e outros profissionais de renome e comprovada experiência no mercado de capitais, auxiliando a população a superar os períodos traumáticos que a Bolsa vem passando nos últimos meses.

As matrículas estão abertas e os preços são simbólicos. Aceitamos todos os cartões de crédito e transferência de custódia de ativos financeiros, com ou sem liquidez. Acionistas da Kepler Weber têm desconto. Para realizar sua inscrição, assine o feed ao lado.

Você não precisa sofrer sozinho. Venha sofrer com a gente!

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Especuladores fazem linha de impedimento

São Paulo -- Sexta-feira negra, ao menos para os comprados de PETR e BVMF. Após a tão aguardada notícia da aprovação do pacote da Salvação (amém) para a economia americana, os investidores realizaram um movimento de desmontagem de operações, deixando impedidos os investidores que estavam no ataque, totalmente alavancados.

"Foi uma idéia que surgiu no final de semana, quando estávamos jogando o já tradicional, 'comprados vs. vendidos'", comentou um especulador vendido, que não quis se identificar. "Resolvemos fazer linha de impedimento, contando com a arbitragem, já devidamente subornada, para ajudar no resultado. O professor conversou bastante com a gente durante a semana, e pudemos fazer um bom espetáculo."

Alegria dos ursos, tristeza para os touros. Correndo o risco de rebaixamento para os 30 mil pontos, o técnico dos chifrudos explica qual a tática para o próximo jogo, segunda-feira, logo às 10h (horário de São Paulo -- em Brasília seria só depois da feijoada de quarta-feira). "Vamos aproveitar os indicadores deprimidos de força relativa e forçar um repique, tentando um gap de alta logo nos primeiros minutos, imprimindo nosso ritmo no jogo e depois administrando o resultado"

Caso o resultado não se reverta em breve, vamos ouvir uma nova saraivada de frases como: "Bom, agora acho que fica para o longo prazo, né?"

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Nancy Pelanca, a deusa do circuit breaker


Washington, depois de Cristo -- A presidente da Câmara, Nancy Pelanca, foi eleita na noite de ontem, em votação unânime por uma comissão de anônimos, a rainha do "circuit breaker".

Como se não bastassem as notícias ruins da economia americana, a quebradeira dos bancos, a chuva que castigou São Paulo, o aumento no preço da torta de limão e a Petrobrás que não sobe, a ilustre senhora lançou outras pérolas ao porcos capitalistas, ou seja, nós.

Tudo começou no final de semana, onde a redação de três páginas mal-feitas do filho do Paul, tirou todos os deputados do seu merecido descanso (lá eles, ao menos, fingem que trabalham), para ser reescrever o garrancho e transformar-se automaticamente no best-seller de títulos podres que o mercado estava precisando. Todo mundo de saco cheio, o mundo inteiro de olho no resultado do trabalho de final de semana, tudo no esquema para ser aprovado com um C+.

Aí aparece essa "demo" de cara azeda ao lado, e solta que a culpa é dos republicanos. Ok, a culpa até é do Bushit mas, catzo, quem quer saber? Tudo mundo quer ver o mercado bombando, a bolsa subindo (ou, pelo menos, saindo da vala) e os bancos sendo salvos, com o dinheiro dos outros.

"Era exatamente o que estávamos esperando", disse Zé Colméia, porta-voz dos ursos. "Mandamos vender até as cuecas, porque o mercado só estava esperando. Só não deu pra vender descoberto, mas espere mais uns dias e vocês vão ver o que é 'bear raid'" completou Catatau, auxiliar para assuntos aleatórios.

Rapidamente (ou melhor, não tão rápido quanto gostaríamos), os senadores bateram no peito e chamaram a responsabilidade. Diferente do presidente Molusco, que acha que o mercado de capitais é um cassino -- na verdade, é uma loteria --, eles entenderam que a economia indo pro brejo, o país segue atrás. Votaram na noite de ontem uma versão "melhorada" do pacote, aprovando com a esmagadora maioria.

Mas notícias ruins vêm em bando. Depois dos mercados americanos e brasileiros abrirem em baixa, ainda catando os caquinhos que sobraram, a dondoca largou mais uma, quando todos pensavam que o pior já tinha passado, que não tem certeza se o plano vai ser aprovado nesta sexta. Caraca, certeza ninguém tem e, se quiser dar sua opinião, dê em casa, escondida embaixo da cama, que ninguém no mercado quer ouvir.

Depois disso tudo, decidi não votar nos democratas. Nem nos republicanos.

"Meu nome é Enéas!"

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

EXTRA: Senado aprova pacote! Agora vai!

Washington -- Depois de muita enrolação e um desfile de gravatas engraçadas, o Senado bate no peito e aprova o plano de recuperação de Wall Street, com uma vantagem folgada de 74 para os Mocinhos e 25 para os Maleditos.

O jogo começou logo após o pôr-do-sol, pré-requisito dos vampiros para começarem a trabalhar. Após ser questionado pelo presidente do Senado, um senador não identificado começou a discorrer sobre a vida, o Universo e tudo mais. Falou dos vizinhos, das vizinhas, agradeceu aos pais, ofereceu um Corcel 76 para vender, falou de futebol, falou mal do presidente, falou do pré-sal e até sobre o plano de recuperação da economia, que era o que todo mundo queria saber.

Até que chegou o cara com a gravata de MM's; falou, falou, falou, até que os demais colegas começaram a bater palmas, como que dizendo "pronto, você já acabou", sendo que este ato foi confundido, por alguns, com o aniversário do senador. Logo em seguida foi dado início à votação.

O presidente do Senado começou a chamar os senadores por ordem alfabética:
  • Mr. Demente
  • Mr. Bond
  • Mr. Burns
  • Mr. Nice Guy
  • Mr. Osama
  • Mr. Wayne

Um a um, seus votos foram computados, chegando ao número cabalístico de 74 votos dos comprados e 25 dos vendidos.

Amanhã o bicho pega!